Presidente da Associação Comercial de SP e da Facesp comenta medidas econômicas

São Paulo, 15 de dezembro de 2016. O presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Alencar Burti, comenta as medidas anunciadas há pouco pelo presidente Michel Temer e pelos ministros Henrique Meirelles e Dyogo Oliveira.

“As medidas são positivas e devem contribuir para aliviar as dificuldades das empresas endividadas e estimular as atividades econômicas e o consumo, embora não se possa esperar resultados imediatos das mesmas”, diz Burti.

Ele chama a atenção para a flexibilização da lei do cadastro positivo – que atende a diversas solicitações da ACSP e da Facesp – e especialmente da central de registros de duplicatas.

Burti ressalta que a ACSP criou, há mais de um ano, a CRDC (Central de Registro de Direitos Creditórios), que verifica se as duplicatas têm lastro em notas fiscais e acompanham sua vida por meio de um número único, até o vencimento, guardando depois por oito anos seu histórico. “Isso aumenta a segurança da duplicata, seja para garantia ou para desconto, podendo ter redução das taxas de juros”, afirma. “A ACSP e a FACESP sempre procuraram oferecer, a seus associados, mecanismos para maior segurança do crédito e defesa dos bons pagadores – e a CRDC foi criada com esse objetivo”, finaliza.